domingo, 30 de setembro de 2012

ATENÇÃO: Demitidos, Anistiados, Apoiadores da Anistia do Governo Collor, vamos assinar a petição para aprovação do PLS 082/2012.


O movimento nacional dos demitidos e anistiados do governo Collor de todo o país, se manisfestam através de uma petição pública para aprovação do PLS 082/2012 que abre prazos para análises dos processos de anistia dos que foram demitidos arbitrariamente pelo famigerado governo Collor

O Movimento pede a solidariedade de todos os brasileiros em favor desses que foram tirados a sua dignidade e ainda sofrem com o desemprego e no sub-emprego, assinando a petição clicando no link:

Solicitamos seu empenho para aprovação do PLS 082/2012 (antigo PLS 372/2008), aprovado nesta casa e vetado pela Presidente Dilma por ser IMPOSITIVO e não AUTORIZATIVO.


Neste novo Projeto novamente apresentado, agora como AUTORIZATIVO ao Poder Executivo, pelo Senador Lobão Filho e tendo como relator o Senador Flexa Ribeiro.

Nós demitidos do Governo Collor necessitamos de seu apoio para darmos entrada no requerimento e resgatarmos o nosso direito de análise e, retorno ao trabalho. 

Muitos de nós não tivemos acesso às informações de prazo para requerimento, 
ficamos de fora da possibilidade de anistia, onde poderemos ser analisados pela CEI - Comissão Especial Interministerial. Muitos colegas foram anistiados e reintegrados, outros não tivemos este reconhecimento. Tratamento diferente para o mesmo grupo.

Pedimos a sua sensibilidade e a do Poder Executivo para que observe com carinho ao nosso pedido. Estamos solicitando apenas nova oportunidade para nós que perdemos o prazo e a oportunidade para os companheiros que ficaram após o período da Lei, esses os mais injustiçados, pois mesmo dando seu suor para o fechamento da empresa, não foram incluídos na Lei 8878/94, somente demitidos em 1994.

Hoje são muitos os anistiados trabalhando no serviço público por terem dado entrada com seus requerimentos de anistia.

Nós também entramos com requerimento depois de divulgado através de um grande meio de comunicação.

Sim, formou-se entre nós companheiros: os já anistiados e os "fora de Prazo", um grande veículo de comunicação. Uma verdadeira corrente Humana, desesperados, correndo atrás dos nossos direitos de "anistia para os demitidos do Governo Collor". 



Agradecemos pela valiosa atenção, depositamos toda nossa ESPERANÇA em Vossa Senhoria no seu mais puro sentimento de justiça.

Solicitamos reabertura de prazo para entrada de nossos requerimentos. 

Click no link abaixo aqui para assinar: 

Pesquisa Escutec:Disputa acirrada entre Edivaldo e Castelo, mas no 2º turno dá Edivaldo 36.






Esta pesquisa foi encomendada pelo jornal O Estado do Maranhão, a pesquisa Escutec entrevistou 806 eleitores em São Luís, no período de 25 a 27 de setembro, e está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-313/2012.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

A velha política baixa e o conhecido desespero da direita maranhense


Política baixa, panfletos apócrifos jogados
Já vi muita baixaria em campanhas políticas. A de Collor para presidente, por exemplo, foi um lixo, com os boatos que a sua turma espalhava. Um dos mais desprezíveis foi o que dizia que, se Lula fosse eleito, as pessoas teriam de dividir seus imóveis com quem não tivesse onde morar.

Nas eleições de 2008 e 2010 passadas orientados pelos seus partidários e marqueteiros, João Castelo e Roseana Sarney capricharam na baixaria, espalhando infâmias sobre infâmias por todos os meios possíveis - via internet, via Igreja, via panfletos apócrifos.

Nesta de 2012, para a prefeitura ludovicense,  a turma de João Castelo do PSDB e Washington Macaxeira do PT de Sarney voltaram com tudo e se superaram. Os ataques que fazem são sobre a política de alianças definida para a disputa eleitoral da coligação “Muda São Luís”, formada pelo PTC, PDT, PSB e PCdoB representada majoritariamente por Edivaldo Holanda Júnior do PTC.

Os defensores das duas candidaturas, a tucana e a de Sarney, revelam todo o desequilíbrio de seu estafe, inteiramente contaminado pelo modus operandi da pior e atrasada política baixa. Pelo tom adotado, parece que baixou o desespero nos comitês castelista e sarneizista.

As peças que colocam nas redes sociais é um verdadeiro acinte à inteligência do eleitor, um desrespeito ao cidadão comum, que assiste tudo que é de baixaria e o TER e ou MPF lento, é uma afronta a quem espera que uma campanha eleitoral sirva para, pelo menos, os candidatos debaterem seus projetos.

É também um tiro no pé.

Castelo e Macaxeira mostram que estão anos-luz distante das necessidades do trabalhador e, portanto, da cidade que dizem conhecer tão bem.

Em vez de mentirem com tanta desfaçatez sobre a proposta, por que os genias, os competentes, os preparados, os magníficos Castelo e Macaxeira não pensam em algo ainda melhor para ajudar o munícipe a suportar o terrível dia a dia que é obrigado a viver?

Por que eles não elevam o nível da campanha apresentando as suas propostas espetaculares para a cidade?

A resposta é simples: Castelo e Macaxeira não fazem nada disso porque, como o escorpião da fábula, ele é compelido a espalhar a peçonha mesmo que isso implique o seu suicídio.

Eles não têm culpa, é das suas naturezas serem assim tão dissimulados, tão velhacos, tão baixos.

Texto adaptado das Crônicas do Mota

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Mais um crime de pistolagem no Maranhão. Até quando?


O secretário de Meio Ambiente de Santa Luzia, Elias Mendes Sousa foi assassinado na porta de casa, por volta de 17h30. Ele foi atingido por quatro tiros disparados por dois homens que chegaram numa moto. O secretário ainda foi socorrido e levado para um hospital, mas não resistiu.
Elias Mendes Sousa era um dos homens fortes da campanha do prefeito Márcio Rodrigues (PMDB). Esse pode ter sido mais um caso de crime provocado por questões políticas no Maranhão.
O delegado Jair de Paiva, Superintendente de Polícia do Interior disse que os policiais já estão no local fazendo os levantamentos.
Segundo informações da polícia, o local é monitorado por câmeras o que pode facilitar na identificação dos executores.
Reproduzido do Blog do Zeca Soares

Data M: Mesmo com mentiras e calúnias, Edivaldo Holanda Júnior continua na dianteira!



A uma semana da eleição, o candidato a prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PTC) registra vantagem sobre o atual prefeito da capital, João Castelo (PSDB). Na pesquisa realizada pelo Instituto Data M, Edivaldo chegou a 33% da intenção de votos contra 32,3% de João Castelo. Isso se caracteriza um empate técnico, já que a margem de erro da amostra é de 3% para mais ou para menos.

O terceiro lugar continua sendo ocupado pelo vice-governador Washington Oliveira (PT), que alcançou os 11,6%, seguido pela deputada Eliziane Gama (PPS), com 6,9%.
O ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) possuiria, de acordo com a pesquisa, 4,7% dos votos, caso as eleições fossem hoje. Depois dele, viriam Marcos Silva (PSTU) com 2%, Haroldo Sabóia (PSOL),0,6%, e Ednaldo Neves (PRTB) 0,4%. Não sabem ou não responderam: 8,6%.

A pesquisa mediu também o índice de rejeição dos candidatos. Quando perguntados em que candidato não votariam de jeito nenhum, o primeiro lugar ficou com João Castelo, que teve 35,3% de rejeição.
13,5% disseram que não votariam em Tadeu Palácio. 13,3% responderam Washington Oliveira (PT), 8,4% responderam Haroldo Sabóia; Edivaldo Holanda Júnior, 6,6%; Marcos Silva, 6,4%; Eliziane Gama, 3%; Ednaldo Neves, 2,3%. Não sabem ou não responderam somaram 11,4%.

Outra pergunta

Dentre todos os entrevistados, 57,3% afirmaram, quando perguntados, que João Castelo não merece ser reeleito. Já outros 38,6% acham que o atual prefeito merece uma nova chance. 4,1% dos entrevistados não responderam à pergunta.

2º Turno

A pesquisa Data M também fez simulação de segundo turno. Os números de uma possível disputa entre Edivaldo e João Castelo apontam a vitória do candidato de oposição.
Segundo a pesquisa, Edivaldo chegaria a 49,4% dos votos em segundo turno e João Castelo teria 36,6%.
A pesquisa foi encomenda pelo portal O Imparcial Online, e realizada entre os dias 25 e 26 de setembro com 800 pessoas. Tem margem de erro de 3% para mais ou para menos e está registrada sob o protocolo 0307/2012.


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O Estádio “Castelão” foi reformado, quase tudo bonitinho, Sampaio na C, porém o povo começa identificar problemas.


Visão bonita, esconde problemas
O governo do estado fez um esforço importante através da Secretaria de Esporte em reformar o “Castelão”, diminui a capacidade, melhorando o conforto interno, colocou cadeiras, placares eletrônicos, sonorização, climatização nos vestuários, pintura e no jogo de estréia o gramado tava um tapete e os banheiros novos funcionaram a contento.

Acontece que nesse segundo jogo os torcedores após passar a ansiedade e olhar melhor, já começaram identificar os problemas que relacionamos alguns abaixo:

1 – Faltam lixeiras ambientais (lixo: papel, plástico, metal e vidro);

2 – Os banheiros já começaram entupir;

Deficientes sem local de reserva
3 – Não existe espaço reservado para cadeirantes;

4 – As escadarias do lado da Vila Palmeira que sobe para os setores 05 e 06, estão deterioradas;

5 - O gramado apareceu com problema de pulverizar água, aparecendo o solo;

6 – Na passarela para se deslocar do estádio as paradas de ônibus, passando no alto do kartódromo indo para o lado da coca-cola, não tem alambrado de proteção;

7 – Boa parte do estacionamento no entorno, que é público do lado da Vila Palmeira e Barreto, está ocupado por uma empresa de pré-moldados de grande porte, chamada EGESA.

Passarela virou beira de abismo
Isso não quer dizer que esses tipos de problemas acima não sejam solucionados. No caso dos deficientes, achamos que em todos os setores tem condições de garantir esse espaço, basta indicar com placa entre uma coluna e outra resolve.

Agora a empresa que está ocupando boa parte do estacionamento, pelo movimento, não está com intenção de sair do local. Perguntamos: Quem foi que concedeu esse espaço público para uma empresa privada?

Essa empresa se chama EGESA do estado de Minas Gerais, trabalha no ramo de engenharia e construção pesada, temos informações que ela já se fixou no estacionamento público a mais de 05 anos. Ela tem como responsabilidade social, patrocinar projetos sociais e  possui a preocupação constante de gerar oportunidades de trabalho para os moradores das comunidades onde está presente (veja aqui), porém não é isso que acontece na realidade.

O bairro Barreto que precisa de ajudas sociais, como quadra esportiva, saneamento e pavimentação, ainda não foi beneficiado com nada desta empresa, só lucrando e ocupando o espaço onde as comunidades do túnel do Sacavém, Jordoa, Barreto, Ivar Saldanha e Vila Palmeira, usavam como lazer quando não tinha os jogos no estádio.

Estacionamento ocupado
Esperamos que o governo de Roseana reveja essa situação e devolva para os moradores dos bairros o espaço e para as pessoas que vão para os jogos, tenham um estacionamento adequado e com segurança. O lugar dessa empresa é no distrito industrial.


Enquanto os outros problemas, não é possível que no próximo jogo, a secretária não tome providências para saná-los. 


 Fonte: Site da Egesa

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Políticos de todo o Brasil são donos de terras na Amazônia e Cerrado

Política rasteira: Pessoas ligadas a Castelo e Macaxeira armam calúnias contra Edivaldo Júnior na net



Pessoas ligadas à família Sarney e Castelista que nestas eleições de 2012 apóiam Washington Macaxeira do PT e o próprio prefeito João Castelo (PSDB), cometem crime eleitoral na internet (facebook) acusando o candidato do PTC, Edivaldo Holanda Júnior 36, através de fotos de panfletos sem conter a origem e sem assinatura, numa tentativa rasteira de conter o seu crescimento eleitoral. Pela legislação eleitoral esse tipo de atitude é crime e podem levar a cadeia os seus postulantes.

Veja a turma que você deve conhecer nos movimentos oligárquicos de São Luís se comunicando para iniciar o compartilhamento do panfleto apógrifos na internet. Um de nome Rafael Diniz que montou a origem da postagem e que na foto do seu mural ele estava passeando no VLT de Castelo e o outro o Wellington Gouveia que é ligado à turma do Sarney, tramam a divulgação do crime eleitoral.


há ± 1 hora próximo a Maranhão
Esse informativo esta sendo entregue hj e não eh que tudo isso eh verdade eita que esse povo sabe de tudo kkkkkkkk — com Italo Leite e outras 27 pessoas.



Fica o alerta para Polícia Federal e o TER apurar e punir as pessoas com atitudes impensadas ou não, se metem nesse tipo de movimento, visando beneficiar quem a população já condenou e ao mesmo tempo usando de calúnias contra candidatos que tem uma trajetória política limpa.

Não divulgamos o panfleto para preservar os caluniados e para não cometer o mesmo crime que essa turma comete.

É a famosa política rasteira, sinal de desespero, cadeia neles !!!



Coisas de Tucano: Mais um calote!


Mais uma vez, boa parte da população que utiliza o transporte coletivo da capital maranhense está sendo prejudicada com a suspensão da bilhetagem eletrônica.
Se em abril, quando a suspensão durou aproximadamente dez dias, existia dúvida se era um problema técnico ou se a suspensão era por falta de pagamento da prefeitura de São Luís, desta vez não existe nenhuma. A prefeitura da capital maranhense não honrou com os pagamentos e a empresa DATAPRON suspendeu a bilhetagem eletrônica.
A informação já foi confirmada pela própria empresa a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti. Em contato com a promotora, o Blog teve a informação que a suspensão da bilhetagem eletrônica por falta de pagamento foi confirmada ao Ministério Público através da promotoria.
O MP, através da promotora Lítia Cavalcante, já está acompanhando o caso, já tendo sido inclusive instaurado inquérito para investigar a situação e tentar encontrar uma solução o mais rápido possível.
Agora como o prefeito João Castelo quer que a população acredite na execução do VLT, sem nem a bilhetagem eletrônica a sua gestão consegue manter funcionando?
Reproduzido do Blog do Jorge Aragão

Carta aos jovens



Por Tarso Cabral Violin*
Você tem entre 16 e 30 anos?
Ainda não havia nascido durante a ditadura militar de 1964-1985?
Não fez festa com o fim da fila ao ver a seleção brasileira tetracampeã em 1994?
Não participou dos movimentos de redemocratização da década de 80 como as Diretas Já?
Não jogou Atari?
Não participou dos debates nas eleições de 1989, que tinha candidatos como Luiz Inácio Lula da Silva, Mário Covas, Leonel Brizola, Ulysses Guimarães, e acabou vencendo Fernando Collor de Mello?
Não participou do boom do Rock nacional na década de 80 com Legião Urbana, Titãs, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, etc.?
Não viveu o movimento dos cara-pintadas que retirou Collor do poder em 1992?
Não é necessário que o jovem seja como nosso ex-capitão e ex-técnico da seleção, o Dunga, que não odeia o nazismo por não ter vivido na época de Hitler.
É possível que você, jovem, se informe sobre o que aconteceu no Brasil no século XX e no início do século XXI.
A História serve para isso. Livros, jornais, internet, algumas revistas, reduzidos programas de TV, podem ser um meio para que você se informe e se forme.
Sim, é legal escutar música com seus fones de ouvido. Sim, é bacana ouvir músicas com duplo sentido na balada para se divertir com os amigos. É maneiro fazer coisas de adolescentes e jovens.
Mas é preocupante o rumo que grande parte da nossa juventude está tomando.
Individualismo, egoísmo, conservadorismo, ignorância sobre o que acontece no mundo, no Brasil, na sua cidade, ou mesmo sobre o que ocorre com as pessoas ao seu lado.
Não estou falando do que aparece no Facebook, Twitter, Instagram, etc., sobre a balada, viagem ou passeio de conhecidos.
Que tal pensar um pouco sobre o empregado de sua casa, sobre o garçom do restaurante, o ser humano que está dirigindo o automóvel na sua frente, o pedestre ou ciclista, a telefonista, o morador no bairro ao lado.
A vida não se restringe a sua família, membros de sua Igreja, colegas da escola ou faculdade, moradores do seu condomínio.
Leia, estude, se informe, discuta, pergunte. Não se informe apenas na TV ou Facebook. Leia livros. Não apenas os de auto-ajuda ou bestsellers. Duvide sempre. Não confie apenas no canal de TV X, jornal Y ou revista Z.
Duvide e não confie apenas no que diz o padre/pastor da Igreja. Ele pode estar errado em alguma questão. Seu pai e sua mãe podem estar errados em algumas questões. Eles sempre vão querer seu bem, mas podem estar errados. Se informe. Discuta e questione se necessário.
Não estou querendo que sendo muito jovem você se preocupe em apenas mudar o mundo ou o país. Mas você pode pensar em fazer a sua parte. Você pode ser um grão de areia. Mas você pode fazer sua parte.
Democracia não é importante? Leia e veja o que ocorreu no Brasil em períodos autoritários.
Política não presta? Saiba que se você não participar outros vão decidir por você. Vote, debata política, não apenas em época de eleição, se informe, não confie no primeiro que aparecer em sua frente, aprenda com a História, forme sua posição, saiba defender seus ideais, sejam eles de esquerda ou de direita, conservadores ou liberais.
Partidos Políticos são importantes, e não apenas os candidatos, as pessoas físicas. Desconsideração dos partidos pode gerar um individualismo ainda maior.
Mas não se engane: a Democracia representativa não é o único meio para se mudar, para melhor, nosso país.
Você como cidadão, junto com seus amigos, com seus colegas de estudo, com os membros de sua cidade, das mais variadas classes sociais, podem fazer muito coisa também na chamada Democracia participativa.
Participe de debates em audiências públicas, debata políticas públicas em casa, na escola, na internet. Não se apoie no senso comum. Não adote o discurso fácil. Tente descobrir o que está por trás das coisas. Participe. Seja um voluntário em um hospital público, numa escola pública, numa ONG. Fiscalize o Poder Público. Controle e fiscalize o mercado. Seja um membro atuante da sociedade civil, de preferência de forma organizada.
Seja um “consumidor” de cultura.
Você não está sozinho. Participe de uma coletividade. Mas não fique cego e não siga apenas o que diz o seu líder. Repito: questione, discuta, se informe. Saiba que coletivamente você pode fazer mais coisas do que de forma individual.
A individualidade de cada um é essencial, mas não o individualismo.
Não pense apenas em você. Não pense apenas na comodidade de sua família. Não pensa apenas no bem de sua classe social. Você pode ser melhor do que apenas um indivíduo em um casulo.
O diferente não é inimigo. O feio não é desprezível. O fraco não deve ser descartado. O novo e o velho não é, necessariamente, nem melhor, nem pior.
Quando em algumas situações envolverem interesses financeiros, desconfie. Ou envolver interesses políticos, questione. Interesses são legítimos mas não devem ser aceitos com naturalidade.
Posso estar certo, posso estar errado. Confie desconfiando. Saiba fazer boas perguntas.
Em outubro vote certo!
Mas depois das eleições cobre dos eleitos e dos que perderam. Aqueles para cumprirem suas propostas e promessas. Esses para não sumirem e não aparecerem apenas nas próximas eleições.
Bom dia, boa tarde, boa noite!
*Tarso Cabral Violin - Advogado,  Professor de Direito Administrativo da Universidade Positivo (PR),  Mestre em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná, Autor do livro Terceiro Setor e as Parcerias com a Administração Pública: uma análise crítica.
Reproduzido do Blog do Tarso

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Com salário de R$ 25 mil, Castelo comprou jatinho de R$ 167 mil por mês.


O tucano Castelo ficou mais rico como prefeito
O Prefeito João Castelo, assim que assumiu a prefeitura em 2009, tratou logo em aumentar o seu salário e de seus auxiliares. Aprovado pela nossa câmara que nessa  gestão de Castelo a maioria se transformou em “calango” e “sim senhor”,  o vencimento do prefeito passou a ser o 2º do Brasil, R$ 25 mil, perdendo apenas para o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci que é de R$ 26.700.
Acontece que em 2008, na sua declaração de bens junto a TER, Castelo informou possuir uma renda patrimonial de R$ 6.363.467,58 e em 2012 apresentou aumento patrimonial de R$ 2.159.154.82, ficando em R$ 8.522.592,40.
No intervalo de 2009 a 2012, o prefeito João Castelo comprou para uso pessoal um avião não identificado em 60 prestações no valor de R$ 167.448,35 cada uma, que vai resultar um valor total de R$ 10.046.901 milhões. Calculando os juros, esse avião deve custar atualmente cerca de R$ 6 milhões. Observe que o prefeito não desfez de nenhum patrimônio declarado em 2008 e sim fez foi aumentar na declaração de 2012.
No cálculo do seus vencimentos, 25.000 X 36 meses(2009,2010 e 2011) + 08 meses de agosto de 2012 = R$ 1.100.000,00, descontando 27,5 de previdência resta um total de R$ 797.500,00 de salário.

Detalhe da declaração de bens em 2008:


30
BANCO DO BRASIL AG. 2636-0 CONTA 232.095-9 SENADO FEDERAL
R$ 65,35
31
06 SALAS (703 À 708) NO EDIFICIO SÃO LUIS MULTIEMPRESARIAL, AV. COLARES MOREIRA, Nº 10, QUADRA 23, RENASCENÇA II, EM SÃO LUIS-MA
R$ 231.061,74
32
731 CABEÇAS DE GADO NELORE, DE CORTE, AO PREÇO MEDIO ESTIMADO DE R$ 850,00 POR CABEÇA
R$ 621.350,00
33
TRÊS TERRENOS LOCALIZADOS NO JARDIM PAULISTA,OLHO D'AGUA EM SÃO LUIS-MA,DEVIDAMENTE REGISTRADOS SOB O N. 28538/28537 E 3507, QUE FORMAM UM CONJUNTO ONDE SE ACHA ENCRAVADA UMA CASA RESIDENCIAL
CONSORCIO R$ 860.526,27
R$ 6.363.437,58

Detalhe da declaração de bens em 2012

36
CAMIONETA GM S10, RENAVAM 220427
Veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc.
62.710,38
37
AQUISIÇÃO PELO SISTEMA BIC LEASING EM 60 PARCELAS
Aeronave
167.448,35
38
BRADESCO, AG: 2192-0,CONTA 573-8
Depósito bancário em conta corrente no País
38.579,90
39
BRADESCO CAPITALIZAÇÃO,AG: 2192-0, CONTA 573-8
Depósito bancário em conta corrente no País
144,84
40
AG: 3596, CONTA 289196, CAIXA ECONOMICA FEDERAL
                                                                                                                                                                                                                                                   Total: 8.522.592,40
Observe também que o prefeito João Castelo não informou as características da aeronave (marca, potência, modelo e ano). A equipe do blog pesquisou e apresenta dois modelos que podem custar um avião no valor médio de R$ 6 milhões.
Pode ser um jatinho Ceesna Citation CJ1 que custa entre 3,9 a 6,5 milhões de dólares ou outro jatinho, o Hawker 400XP, usado de 2006, que custa hoje em média de R$ 6,5 milhões.
Ceesna Citation CJ1
Hawker 400 XP - 2006

O blog pergunta, qual essa mágica do prefeito com um salário de R$ 25 mil, pode conseguir em 3 anos e meio, aumentar quase 40% seus bens? Comprar um jatinho com prestações valendo mais de 6 vezes o valor do seu salário?
O Ministério Público tem que investigar esse mistério e aproveitando a postagem,o MPF tem que investigar também a falta de transparência dessa gestão tucana.