terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Políticos manifestam pesar pela morte do filho de Flávio Dino


“Todo o PCdoB está comovido, sofrendo e indignado junto com Flávio Dino pela dor da perda de seu filho”, disse o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, sobre a morte do filho de 13 anos, Marcelo Dino, vítima de uma crise de asma. Os deputados se revezaram no microfone do Plenário da Câmara dos Deputados , na tarde desta terça-feira (14), para prestarem solidariedade e apoio ao ex-deputado e atual presidente da Embratur, Flávio Dino.

Segundo os parlamentares, o episódio, além da dor que provoca na família, incomoda a sociedade pelos questionamentos que gera sobre o atendimento médico na capital federal.O deputado João Ananias (PCdoB-CE), que é médico, questionou porque não foi evitado o óbito da criança. Segundo ele, além da dor imensa que causa à família, o fato incomoda a sociedade.

“Quero também manifestar minha inquietação e meu repúdio a fatos que vêm se repetindo em hospitais desta Capital, inclusive nos mesmos hospitais. Há menos de um mês morreu um funcionário do Ministério da Fazenda e agora um garoto de 13 anos, que dormiu na UTI por causa de uma crise de asma, no outro dia pela manhã tomou uma medicação, de repente começou a sentir-se mal e não foi socorrido. Não impediram que essa criança fosse a óbito?”, indagou Ananias.

Daniel Almeida (PCdoB-BA) também questionou o fato. “Um fato que exige explicação, é preciso investigar se houve erro”, disse, acrescentando que “o erro não repara a dor que queremos manifestar nesse momento. É difícil imaginar a dor que sente um pai ao perder um filho de 13 anos”.

O deputado Danilo Fortes (PMDB-CE) disse que já conhece as dificuldades de atendimento médico pediátrico na Capital Federal. E que a Câmara precisa se manifestar sobre o atendimento de saúde em Brasília. “Eu também tenho filho criança aqui em Brasília, e uma vez, num final de semana, precisei me socorrer de uma pediatria e vi o sofrimento que é para uma família poder ter um tratamento digno para uma criança na Capital da República”.  

O presidente da Comissão de Turismo, deputado Jonas Donizete (PSB-SP) transmitiu as condolências ao Presidente da Embratur, Flávio Dino, que já foi deputado nesta Casa. Hoje Flávio Dino vive um dia muito duro: perdeu seu filho de 13 anos, Marcelo Dino, que, diante de uma crise de asma, foi levado ao hospital, mas não sobreviveu.

Os deputados José Airton (PT-CE), Dr. Aluízio (PV-RJ), Costa Ferreira (PSC-MA), entre vários outros, de todos os partidos, manifestaram solidariedade e apoio ao ex-deputado. “Toda a Casa se solidariza com a dor de Flávio Dino que ele carregará por toda a sua vida”, disse o deputado Dr. Aluízio.

Fonte: Portal Vermelho



Um comentário:

  1. Deus e nossa sennhora te foças para suportar esta grande dor

    ResponderExcluir